Southern African Regional Poverty Network (SARPN) SARPN thematic photo
Country analysis > Mozambique Last update: 2008-12-17  
leftnavspacer
Search





 Related documents

Chr. Michelsen Institute (CMI)

Xiculungo: Relações Sociais da Pobreza Urbana em Maputo, Moçambique

Margarida Paulo, Carmeliza Rosário, Inge Tvedten

Chr. Michelsen Institute (CMI)

2007

SARPN acknowledges the CMI website as the source of this report: www.cmi.no
[Download complete version - 1.1Mb ~ 6 min (114 pages)]     [ Share with a friend  ]

Introdução

Este é o segundo de uma série de seis estudos participativos e qualitativos da pobreza em Moçambique, efectuados com o objectivo de apoiar o governo na monitoria e avaliação do Plano de Acção em curso para Redução da Pobreza Absoluta, PARPA II (GdM 2005). O primeiro relatório debruçou-se sobre as relações sociais da pobreza rural no norte de Moçambique, com incidência especial no Distrito de Murrupula na província de Nampula (Tvedten, Paulo e Rosário 2006). Este relatório analisará as relações sociais da pobreza urbana, aludindo especialmente a quatro áreas (bairros) em Maputo, capital de Moçambique (ver Termos de Referência, Anexo 1).

O Governo de Moçambique e os doadores têm despendido esforços e recursos consideráveis no desenvolvimento económico e redução da pobreza. Embora isto tenha conduzido a melhorias em termos de um crescimento económico de 8% anual ao longo dos últimos dez anos (Arndt et al. 2006) e a uma redução de 69 para 54% da proporção de Moçambicanos a viver na pobreza (INE 2004), os indicadores chave sócio-económicos são ainda muito graves: o PIB per capita é de USD 1.117, a taxa de alfabetização entre adultos é de 46,5% e a esperança de vida à nascença é de 41,9 anos (Banco Mundial 2006; UNICEF 2007). Isto coloca Moçambique no 172º lugar, entre 177 países, do Índice de Desenvolvimento Humano do PNUD, ou seja o país menos desenvolvido da África Austral (PNUD 2007).

A informação sobre pobreza baseada em pesquisa é reconhecida como importante para as estratégias de redução da pobreza em Moçambique, conforme expresso no Plano Quinquenal do Governo (GdM 2005) e o PARPA II (GdM 2005) com ele relacionado. Os principais dados para a monitoria e avaliação da pobreza em Moçambique provêm do Recenseamento Nacional (INE 1997 e, em breve, 2008), do Inquérito Nacional aos Agregados Familiares IAF (INE 1997 e 2004) e do Inquérito Nacional Demográfico e de Saúde (MdS 2005), bem como de diversas análises efectuadas pelo Governo de Moçambique com base naqueles dados (ver e.g. DNPO 2004; Chiconela 2004; Maximiano et al. 2005). Adicionalmente, organizações internacionais encomendaram por conta própria diversos estudos, dos quais os realizados pelo PNUD (2006), UNICEF (2007) e Banco Mundial (2007) são os mais recentes e abrangentes.



Octoplus Information Solutions Top of page | Home | Contact SARPN | Feedback | Disclaimer Get Adobe Reader